Artistas e jornalistas repercutem a morte de Artur Xexéo aos 69 anos

Amigos, admiradores e leitores lamentaram a morte do escritor e jornalista Artur Xexéo, neste domingo (27). Ele tinha 69 anos e estava internado na Clínica São Vicente, na Zona Sul do Rio.

Xexéo foi diagnosticado com um câncer tipo linfoma não-hodgkin de célula T duas semanas atrás. Ele teve uma parada cardiorrespiratória na sexta-feira (25) e morreu neste domingo.

Luciano Huck, apresentador

A imprensa brasileira está de luto. Partiu Arthur Xexéu. O colunista era um ícone do jornalismo cultural. Carioca da gema, Xexéu foi amante do teatro, da literatura, do cinema, da música e da televisão. Aos inúmeros amigos e à família, meus sentimentos.

Ancelmo Góis, jornalista

Vai deixar uma saudade profunda neste colunista, que teve o privilégio de trabalhar com Xexéo, além de contar com a sua generosa amizade. É pena!

Paulo Coelho, escritor
Artur Xexéo, gente como você não morre nunca. Descansa um pouquinho e volta logo! Muitas saudades, grande amigo

Fluminense Football Club

O Fluminense Football Club lamenta profundamente o falecimento do jornalista Artur Xexéo, Tricolor de coração. Desejamos muita força aos familiares e amigos.

Merval Pereira, jornalista

A morte surpreendente do Artur Xexeo acrescenta uma dor às dores que vivemos. Não apenas por causa da COVID-19 , mas, sobretudo, pelo ambiente tenebroso que envolve a cultura nacional que ele representava como jornalista, mas também autor teatral e escritor. A vida piora.

Miriam Leitão, jornalista
Estou em choque, numa tristeza imensa. Trabalhei com Arthur Xexéo desde meados dos anos 80. No JB, no Globo, na Globonews. Elegante, inteligente, culto, divertido, amigo. Que perda!

Regiane Alves, atriz

Siga em paz meu querido Xexéo, grande jornalista e escritor. Deixo aqui os nossos sorrisos, a minha admiração por ti e os meus sentimentos a família e amigos. Que a Sônia Mamede (que fiz através de você) te receba lá em cima.

Patrícia Kogut, jornalista

o Xexéo botava a mão a coisa prosperava, crescia, florescia. O Xexéo era isso: ele era um texto maravilhoso, se você perguntasse a ele sobre uma matéria que você estava fazendo, ele vinha sempre com uma ideia melhor.

Dan Stulbach, ator

Soube agora. Xexéo se foi. Fico sem palavras, tinha muita admiração por ele. Grande perda, que tristeza.

Chico Pinheiro, jornalista

Tristeza : o jornalismo brasileiro perde mais um de seus bons profissionais: descanse em paz, Artur Xexéo!

Maria Beltrão, jornalista

As interações entre Xexéo e Maria Beltrão “iluminavam” o Estúdio I, da GloboNews. Emocionada, a jornalista comentou, neste domingo, a morte do amigo:

“Era impressionante como o Xexéo, naquela sua coluna, tinha um papo corriqueiro. (…) Conviver com o Xexéo foi um dos maiores privilégios da minha vida. A gente trocava bola sobre tudo”.

Roberta Miranda, cantora

Mestre Artur Xexéo, sempre gostei e admirei muito você, como pessoa, como profissional! Força para sua família, amigos, fãs.

Carol Castro, atriz

Descanse em paz, Xexéo! Que falta sua inteligência, bom humor e todo seu legado fará… obrigada por tudo. Que sua passagem seja cheia de luz…

Bárbara Gancia, jornalista

Ai, meu Deus! O Xexéo não! Por que só vai embora gente nota mil e tão necessária pro Brasil nesse momento dramático? Descansa em paz, amigo.

Monica Martelli, atriz

Ácido, inteligente, bem humorado, necessário. Se vai mais uma grande mente do nosso país. Descanse, Artur Xexéo.

Astrid Fontenelle, apresentadora

Descanse em paz, meu querido amigo Arthur Xexéo. E obrigada pelas críticas sempre certeiras com relação ao meu trabalho. Obrigada pela parceria no Liberdade de Expressão na CBN e pela tarde deliciosa falando sobre a Hebe pra biografia que você escreveu! Obrigada!

Gerson Camarotti, jornalista

Noite triste para o jornalismo e a cultura do nosso país. Comecei a ler Artur Xexéo ainda muito jovem, nas páginas do Jornal do Brasil. Um jornalista fundamental p/ várias gerações. Nesse momento difícil do país, sua voz lúcida e corajosa fará muita falta.

Natuza Nery, jornalista

Vamos ter que ficar sem você, querido Xexéo. E você era tão necessário aqui. Não consigo acreditar nisso.

Sandra Kogut, jornalista

Quanta tristeza… nem consigo acreditar

Serginho Groissman, apresentador

Fica em paz querido Artur Xexéo

Patrícia Pillar, atriz

Muito triste por essa perda… Meu carinho a todos os familiares e amigos do nosso tão querido Xexéo.

Lilia Cabral, atriz

Eu pego o Jornal O Globo no domingo, e no Segundo Caderno vou direto na matéria do Xexéo. O meu domingo começava assim. O meu carinho e respeito a esse grande jornalista.

Marcos Caruso, ator

Xexéo, perde o Brasil, perde o teatro, perde a inteligência

Ary Fontoura, ator

Seu amor pelo que fazia em evidente em todas as suas múltiplas atividades. Perdemos uma figura tão representativa das artes e do jornalismo brasileiro. Vá com Deus, querido amigo. Sentiremos muitas saudades.

Miguel Falabella, ator, escritor e diretor

Era um homem de profunda inteligência, de humor crítico e com um olhar muito particular para a vida.

Aloísio de Abreu, ator, escritor e diretor

O Xexéo era muito autêntico. Como autor de teatro, tinha um texto direto, limpo, com um humor delicioso e muito claro. Vai fazer muita falta. Porque os autênticos são como ilhas, com faróis que iluminam as rotas da gente que está navegando nos mares da vida.

Dira Paes, atriz

É com profundo pesar que a gente se despede de Artur Xexéo. Um homem que amava a vida, amava a arte. Esse homem que nos contagiava com seu conhecimento sobre teatro, cinema, literatura.

Eduardo Barata, presidente da Associação dos Produtores de Teatro do Rio

O Brasil perdeu um grande jornalista, um grande dramaturgo. Um homem dar artes, um lutador pela defesa da democracia, da liberdade de expressão, das artes, da cultura e da educação. Muito obrigado, Xexéo.

Ana Flor, jornalista
Que privilégio ter convivido, dado tantas risadas, enfrentado suas perguntas sempre desafiadoras nas bancadas do Estúdio I.

Carlos de Lannoy, jornalista
Que grande cronista era Artur Xexéo. A imprensa perde um imenso talento. Que tristeza!

Márcio Gomes, jornalista

Sempre adorei o trabalho de Artur Xexéo – uma admiração que nasceu com a coluna no JB… me sentia um dos seus primeiros “17 leitores”! Descanse em paz…

Leilane Neubarth, jornalista

Meu Deus ….. acabei de saber …. Tristeza imensa … Como vai ser não ter mais o Xexéo?

Andréa Pacha, juíza e escritora

Vou morrer de saudades dos textos, do humor, dos musicais, dos encontros que eram só sorrisos e gargalhadas. Obrigada, Xexéo. Muito triste com esse Brasil que encolhe com cada despedida dessas.

Cora Ronai, jornalista

Morreu Artur Xexéo. Não sei o que dizer. Nós nos conhecíamos desde sempre, fomos colegas e amigos ao longo da vida.

Ele foi o primeiro dos meus amigos — e durante muitos anos, o único — a se preocupar com a aposentadoria: não tínhamos nem trinta anos e ele já se afligia com o futuro.

Eu achava engraçado, porque eu mal me dava conta de que, um dia, ficaríamos velhos. Pois é.

Eu adorava o domingo porque tinha a coluna do Xexéo, o melhor e mais divertido de nós, o almanaque das nossas lembranças.

Hoje, mais cedo, quando não encontrei a sua coluna no jornal, o domingo ficou quebrado, como sempre ficava quando ele estava de férias. Nunca mais vai existir um domingo inteiro.

G1